sexta-feira, 26 de agosto de 2011

CORA - 122 anos

imagem: acervo Museu Casa de Cora Coralina

Faço aqui a minha homenagem à essa mulher incrível que permanece viva através de sua linda história e que completou, dia 20 de Agosto de 2011, 122 anos de idade.

Aninha e suas pedras
(Outubro, 1981)

Não te deixes destruir...
Ajuntando novas pedrase construindo novos poemas.
Recria tua vida, sempre, sempre.
Remove pedras e planta roseiras e faz doces.
Recomeça.
Faz de tua vida mesquinhaum poema.
E viverás no coração dos jovense na memória das gerações que hão de vir.
Esta fonte é para uso de todos os sedentos.
Toma a tua parte.
Vem a estas páginas e não entraves seu uso aos que têm sede.


NÃO SEI...

Não sei... se a vida é curta...
Não sei...
Não sei...
se a vida é curta
ou longa demais para nós.
Mas sei que nada do que vivemos
tem sentido,
se não tocarmos o coração das pessoas.
Muitas vezes basta ser:
colo que acolhe,
braço que envolve,
palavra que conforta,
silêncio que respeita,
alegria que contagia,
lágrima que corre,
olhar que sacia,
amor que promove.
E isso não é coisa de outro mundo:
é o que dá sentido à vida.
É o que faz com que ela
não seja nem curta,
nem longa demais,
mas que seja intensa,
verdadeira e pura...
enquanto durar.

visitem: http://www.casadecoracoralina.com.br/museu.html

Um comentário:

  1. Oi siga meu blog para trocarmos ideias...www.cillandre65.blogspot.com

    ResponderExcluir