sábado, 31 de dezembro de 2011

quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

MIMO LINDO!!! Ganhei da amiga Erizarda - dorsal e crochê





Ganhei essa bolsa toda trabalhada em crochê, da amiga e parceira, Elizarda, artesã do grupo Bordado Colorido em Samambaia/DF. Se você gostou  entre em contato com ela pelo endereço abaixo.

Bordado Colorido - Samambaia – Elizarda

Quadra 209 - Conj. 6 - Casa 14 – Samambaia Norte / CEP: 72316-200
Telefones: (61) 3359-2175 / 9333-6966

Minha amiga linda, obrigado, obrigado!!!! Amo muito vocês.

SAUDADES!!!!!


Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Somos todos iguais
Braços dados ou não
Nas escolas, nas ruas
Campos, construções
Caminhando e cantando
E seguindo a canção...

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...

Pelos campos há fome
Em grandes plantações
Pelas ruas marchando
Indecisos cordões
Ainda fazem da flor
Seu mais forte refrão
E acreditam nas flores
Vencendo o canhão...

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...

Há soldados armados
Amados ou não
Quase todos perdidos
De armas na mão
Nos quartéis lhes ensinam
Uma antiga lição:
De morrer pela pátria
E viver sem razão...

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...

Nas escolas, nas ruas
Campos, construções
Somos todos soldados
Armados ou não
Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Somos todos iguais
Braços dados ou não...

Os amores na mente
As flores no chão
A certeza na frente
A história na mão
Caminhando e cantando
E seguindo a canção
Aprendendo e ensinando
Uma nova lição...

Vem, vamos embora
Que esperar não é saber
Quem sabe faz a hora
Não espera acontecer...

autor: Geraldo Vandré

INSPIRAÇÃO - decoração com lanternas JAPONESAS

 

 
 
 
Aprenda a fazer esse outro modelo, POM POM - lindo!! Acesse aqui

Novo CanaL de TV - BEM SIMPLES

O Novo Canal da Fox Latin America Channels - Bem Simples.



Acesse: http://www.bemsimples.com/br

PASSO A PASSO: Tutorial Apliquée ou Patchcolagem

O PASSO A PASSO VOCÊ ENCONTRA AQUI:

segunda-feira, 26 de dezembro de 2011

DIVULGAÇÃO - ARTESÃOS DE BRASILIA

Amigos artesãos, uma oportunidade e tanto para expor seus produtos e dar mais visibilidade ao artesanato brasiliense. Siga as instruções abaixo e faça seu cadastro.

foto divulgação

O Centro de Atendimento ao Turista do Aeroporto Internacional de Brasília, além de ser um espaço de informações sobre as opções turísticas da cidade é também uma vitrine da diversidade artesanal do Distrito Federal. O espaço, aberto em outubro de 2011, exibe peças produzidas por artistas locais que encantam aqueles que passam pelo local.

Esta semana a vitrine do CAT receberá uma nova mostra com luminárias feitas de fibras naturais produzidas pela Broto de Bambu- Artesanatos e Móveis, bonecas africanas feitas pela artesã Patrícia Moronari e novos arranjos de flores do cerrado com tecido feitos pela artesã Lúcia Cruz.

A primeira mostra do CAT recebeu bonecas namoradeiras enfeitadas com mosaico feitas pela artesã Shirley Neves, esculturas de pedras de rio (seixo) feitas pela artista plástica Newma Gusmão, almofadas da Associação Bordadeiras de Taguatinga e arranjos de flores do cerrado feitas pela artesã Lúcia Cruz.

Quem tiver interesse em expor seu trabalho no Centro de Atendimento ao Turista do Aeroporto deve procurar a Subsecretaria de Diversificação e Estruturação da Oferta Turística da Secretaria de Turismo do Distrito Federal com uma mostra do produto para cadastro e avaliação.

Aeroporto: funcionamento: de 08:00 às 20:00
Telefone: 55 (61) 3364-9102
fonte: http://www.setur.df.gov.br/045/04507002.asp?ttCD_CHAVE=162366
61 3214.2712 - atendimento@setur.df.gov.br
SDC Eixo Monumental - Lote 05 Centro de
Convenções Ulysses Guimarães - Ala Sul 1º Andar Brasília - DF CEP: 78000-000
Atendimento de 8h às 12h e de 14h às 17h

segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

FELIZ NATAL!!!!

imagem: net

Amigos, aproveito o espaço para desejar a todos um feliz Natal e um ano novo cheio de realizações positivas!!!
QUE VENHA 2012!!!!

sexta-feira, 9 de dezembro de 2011

HOJE É O DIA OFICIAL DO PALHAÇO: minha homenagem a esse personagem

foto divulgação

O Palhaço: as cores encantadoras de Selton Mello como diretor
por: Jáder Santana

Câmera contemplativa, cores fortes e apuro técnico são pano de fundo para filme sensível sobre a eterna insatisfação humana.

foto divulgação

É possível perceber ao menos uma diferença evidente entre as sequências circenses e aquelas que se desenvolvem fora das lonas no novo filme de Selton Mello, “O Palhaço”. Quando assumem seus personagens dentro dos limites do picadeiro, as figuras ganham uma peculiar tonalidade em seus rostos e trajes, causada pela elaborada fotografia em tons alaranjados. Toda a magia e contemplação envolvidas no ato de fazer arte circense parecem imersas em uma atmosfera que de tão iluminada, tão resplandecente, é capaz de camuflar a vida real. Quando o espetáculo termina e as cortinas são definitivamente fechadas, as cores da rotina, da insatisfação e do vazio dão o tom.

“O Palhaço” encontra na vida de uma trupe circense o substrato máximo para trabalhar essa dualidade: os rostos eternamente felizes e artificiais do picadeiro escondem histórias tão banais e humanas quanto as nossas. E o exemplar perfeito é a tão explorada figura do palhaço trágico, que se não aqui não ganha traços originais compensa sua deficiência por qualidades técnicas que conseguem manter em níveis elevados o desenrolar do filme.

O palhaço Pangaré (Selton Mello), uma das estrelas do circo Esperança – imagine quão sugestivo esse nome pode ser – arranca gargalhadas exageradas do cada vez mais escasso público nas cidadezinhas de interior em que seu circo se hospeda. Seus gestos demasiadamente teatrais e suas piadas vez por outra picantes fazem sucesso e ajudam a garantir a sobrevivência da trupe. Quando o espetáculo do dia chega ao fim, o dinheiro é contabilizado e a maquiagem retirada, conhecemos Benjamim, que não tem graça alguma. Desde o início percebemos que uma grande insatisfação injustificada move o seu personagem, que sente crescer dentro de si um vazio tão grande quanto as enormes paisagens captadas pelas câmeras. O grande problema é que nem ele sabe explicar os motivos daquela sensação, que nos é apresentada pelo seu eterno olhar perdido, dificuldade para travar conversas com estranhos, insônia e o crescente desejo por um ventilador.

Selton Mello, um dos expoentes do cinema nacional na última década, sabe honrar com sua atuação firme o incrível número de pessoas que se dirige ao cinema atraídas por seu nome. Mesmo quando ocupa o picadeiro com as piadas e mímicas de Pangaré, o ator consegue manter em suas expressões e, sobretudo em seu olhar, o desespero interno de Benjamim. Enquanto isso nós, espectadores, rimos o riso da suspeita, curiosos pelas causas daquela insatisfação e encantados pelo desenrolar dos atos circenses.

Apesar de Selton ser o chamariz principal para “O Palhaço”, outros nomes que formam o elenco merecem destaque, seja pela importância que representam para a dramaturgia nacional, seja pelo excelente trabalho que oferecem no filme em questão. A velha guarda impera, com atores como Jackson Antunes e Tonico Pereira. No papel do delegado Justo, com a sua voz grave tão característica, Moacyr Franco é uma maravilhosa surpresa. Paulo José faz o palhaço Puro Sangue, dono do circo e pai de Benjamim, e nos brinda com mais uma atuação memorável.

O talento de Selton Mello também vai para trás das câmeras. Como diretor, ele é seguro e ousado, e em algumas ocasiões sua câmera se movimenta de modo curioso e poético. Preste atenção no modo como é filmado o corpo de uma das moças da trupe, enquanto ela adentra o recinto e se joga na cama, ou ainda na sequência final, com uma câmera que acompanha os movimentos da encantadora garotinha vivida por Larissa Manoela.

A curta duração do filme talvez prejudique um pouco a sua execução, visto que se torna quase impossível oferecer uma descrição mais profunda de alguns personagens, todos eles curiosos e com potencial para estrelarem outros filmes. Não chega a ser um problema, mas torna tudo menos agradável, principalmente por não garantir mais espaço para uma explicação adequada sobre as inquietações de Benjamim.

“O Palhaço” tem tudo para figurar ao lado de grandes filmes com temática regional que tonaram-se sucesso de público e crítica, como “O Auto da Compadecida” e “Lisbela e o Prisioneiro”. A grande diferença entre eles está na sensível carga dramática colocada por Selton em seu produto. Afinal, quem vai fazer o palhaço rir?

Jáder Santana é crítico do CCR desde 2009 e estudante de Comunicação Social com habilitação em Jornalismo. Experimentou duas outras graduações antes da atual até perceber que 2 + 2 pode ser igual a 5. Agora, prefere perder seu tempo com teorias inúteis sobre a chatice do cinema 3D.

fonte:
http://cinemacomrapadura.com.br/criticas/236079/o-palhaco-as-cores-encantadoras-de-selton-mello-como-diretor/

foto divulgação



http://www.youtube.com/watch?v=dNjCY2xGn7w&feature=player_embedded#!

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

DIVULGAÇÃO: BAZAR Athos Bulcão


A partir da próxima quinta-feira (8/12), às 17 horas, começa o Bazar Athos de Classe. Durante o evento, serão lançadas novas serigrafias, copos, relógios, moleskines, o Calendário Ilustrado 2012 e peças exclusivas das grifes Ronaldo Fraga e Maria Bonita, que poderão ser adquiridos pelo público admirador do trabalho de Athos Bulcão. O Bazar vai até sábado (10/12) no restaurante a bela Sintra, localizado na 105 Sul. A entrada é gratuita.

O Bazar será composto por produtos personalizados com a obra do artista. Considerados pequenas obras de arte, os múltiplos são uma ótima opção para presentear. Estarão disponíveis desde itens para vestuário até utensílios para casa e publicações com textos e imagens da obra de Athos Bulcão. São canecas, xícaras, consomês, kits de café, sandálias, sombrinhas, lápis, cartões, azulejos, publicações, entre outros produtos, todos confeccionados em material de excelente qualidade e com faixas de preços variadas.

O Bazar é realizado pela Fundação em parceria com a Art & Art Galeria e com o restaurante a bela Sintra. Aguardamos sua presença!

Bazar Athos de Classe
Restaurante a bela Sintra - 105 sul
Dias 8 e 9 de dezembro - de 17h às 22h e 10 de dezembro, das 16h às 22h.
FONTE: http://fundathos.org.br/noticia/195


Fotos: Bruno Pimentel para o GPS

quarta-feira, 30 de novembro de 2011

PARANOARTE PARTICIPA DA FEIRA DE BORDADOS E RENDAS - RENDA-SE


Vitrine - RENDA-SE
Brasília sedia feira de economia solidária 30.11.2011
Texto: Pedro Marra, editor-adjunto
Fotos: Divulgação e arquivo -
http://finissimo.com.br/2011/11/30/rendase-pontao-do-lago-sul/

Neste fim de semana o Pontão do Lago Sul recebe uma feira inteiramente dedicada ao artesanato, a Renda-se. O evento acontece de 1º a 3 de dezembro e conta com a participação dos principais grupos de rendeiras e bordadeiras do Brasil.

Segundo a joalheira Stella Guerra, uma das promotoras da mostra, o intuito da feira é ajudar as rendeiras a venderem seus produtos. “Muitas vezes elas têm apoio para produzir, mas não conseguem comercializar”, explica.

Nesta quinta-feira, às 10h, a jornalista e consultora de moda Cristina Franco ministrará palestra sobre empreendedorismo, qualificação profissional e sustentabilidade para os expositores e parceiros.

Cristina é estudiosa do artesanato brasileiro há vários anos e percorre o país dividindo seus conhecimentos, além de realizar a curadoria de várias inciativas do gênero (relembre aqui uma delas).

Os projetos Sebastianas, Paranoarte (que desfila na Capital Fashion Week) e Mãos Que Criam são os representantes do Distrtito Federal na feira Renda-se. A entrada é gratuita durante os três dias.

: : Programação

Dia 01/12/11 – quinta-feira
10h – palestra com Cristina Franco sobre empreendedorismo.
14h – abertura da feira para o público em geral
20h – apresentação espetáculo Maria Brasilianas: a arte do fio


Dia 02/12/11 – sexta-feira
09hs – abertura da feira para o público em geral
15h – rodada de negócios para as cooperativas com a Matizes Dumont
20h – apresentação cultural. Em homenagem ao Dia Nacional do Samba, apresentação dos grupos Bateria Nota Show da Ceilândia e Bateria Bola Preta de Sobradinho 2.


Dia 03/12/11 – sábado
09h – abertura da feira para o público em geral
20h – encerramento

: : Serviço
1ª Feira de Artesanato e Renda – Renda-se
Data: 1º a 03/12/2011
Local: Pontão do Lago Sul
Hora: das 14h às 20h (no dia 1º, quinta-feira) e das 10h às 20h (no dias 02 e 03, sexta e sábado)
Entrada franca
Informações: 61 3346.0032 / 8470.9949
http://www.artesanatoerenda.com.br/
FONTE: http://finissimo.com.br/2011/11/30/rendase-pontao-do-lago-sul/

        "Entre os trabalhos a serem expostos na 1ª Feira de Artesanato e Renda – Renda-se estão os produzidos pelos artesãos da Associação para o Desenvolvimento da Renda Irlandesa de Divina Pastora de Sergipe (Asderen); Associação de Bordadeiras de Timbaúba dos Batistas do Rio Grande do Norte (Timbaúba dos Artistas); Associação de artesãos Mãos de Aparecida de Goiás (Mão de Aparecida); Associação dos Artesãos do São João do Tigre (Cabocla Cidadania) da Paraíba; Efigênia Puntel, de Goiás; Programa de Artesanato Mato-Grossense, de Mato Grosso; Bordadeiras da Chapada dos Guimarães de Mato Grosso, Núcleo de Estudos e Organização da Mulher (NEOM); Matizes Dumont, de Minas Gerais e, do Distrito Federal, Sebastianas, Paranoarte e Mãos Que criam."

terça-feira, 29 de novembro de 2011

CAPITAL FASHION WEEK - DESFILE PARANOARTE

Carolina Puga Godoy









Coordenação Geral Paranoarte:

Aída Rodrigues - Helenice Bastos

Direção de Arte: Ana Luiza Olivete

Design e Criação:

Ana Luiza Olivete - Ana Claudia Braga - Maria Carolina Câmara - Paula Flôres

Costureiras: Ceci Francisca da Silva - Roza Francisca da Silva

Grupos: Bordado: Recanto das Artes - Maria Brejeira

Costura: Amarradinho em você - Viver Costurando

Acessórios: Thaís Joi

Calçados: VIA UNO

AGRADECEMOS a todos os amigos que torcem por nós e para nossa inicitiva de incluir e divulgar uma rede repleta de artesanato necessitando ser valorizado e qualificado.

AGRADECEMOS aos pareceiros, aos organizadores do Capital Fashion Week e Carolina Puga Godoy que gentilmente aceitou o convite de desfilar conosco.

quarta-feira, 23 de novembro de 2011

DESFILE PARANOARTE - CAPITAL FASHION WEEK

Amigos, o desfile da Paranoarte será dia 28/11 às 18:00h na Câmara Legislativa do DF.
Obrigado a todos que nos apoiaram e colaboraram para mais essa realização.


A Paranoarte está de volta, com mais uma bela coleção exclusiva para o Capital Fashion Week.

Desta vez, traz para a passarela a cultura peruana, sua etnografia, seus elementos, sua indumentária e suas lindas paisagens.

A praticidade e multifuncionalidade da indumentária típica são as chaves para as formas e silhuetas, trazendo bolsos, volumes, transformações e sobreposições.

A geometria e o ritmo da cidade de Machu Picchu e das Linhas de Nazca ilustram o tema dos bordados. Os materiais são todos de origem natural, no caso o algodão, em suas mais diversas formas, acetinados, sarjas, tricolines, lisos ou estampados, que carregam a mensagem de conforto e versatilidade.

Cores fortes e alegres em contraste com o branco e o preto carregam toda a bagagem cultural peruana, onde cada cor tem seu significado e isso interfere na escolha da vestimenta. Dentre elas força, luta e felicidade de um povo guerreiro e cheio de alegrias!

Em parceira com a designer Thaís Joi, fez acessórios que complementam todo o conceito Paranoarte de ser…



Coordenação Geral Paranoarte:
Aída Rodrigues - Helenice Bastos

Direção de Arte: Ana Luiza Olivete

Design e Criação:
Ana Luiza Olivete - Ana Claudia Braga - Maria Carolina Câmara - Paula Flôres

Costureiras: Ceci Francisca da Silva - Roza Francisca da Silva

Grupos: Bordado: Recanto das Artes - Maria Brejeira

Costura: Amarradinho em você - Viver Costurando

Parceiros:

calçados

acessórios


PROGRAMAÇÃO:

Segunda-feira, 28 de novembro de 2011

14h30 - Sessão Solene - desfile de Miranda Castro Joias

17h00 - Camila Prado

18h00 - Fashion Inclusivo/ Paranoarte

19h00 - Anna Paula Osório

20h00 - SummerShop

21h00 - Confraria

Terça-feira, 29 de novembro de 2011 - Dia reservado para palestras.

Quarta-feira, 30 de novembro de 2011

16h00 - Vila Kids

17h00 - Luciana Machado/ Eliana Murargy/Hudson César

17h40 - Ivan Hugo

18h20 - Fernanda Ferrugem

19h00 - Sakina

20h00 - IESB

21h00 - Romildo Nascimento para Diana Goes

sábado, 12 de novembro de 2011

PREPARE SUA CASA PARA O NATAL

Todos os anos compro a revista Casa Cláudia - especial de Natal, para mim, as melhores informações e idéias sobre o tema, estão ali.

A revista deste ano ainda não chegou, fui então no site Casa Claudia e achei essas dicas incríveis. Foge um pouco da minha realidade, mas aproveito a idéia do planejamento e organização que é sugerido. Aí vai!!!

Passo-a-passo para montar sua árvore de Natal

imagem net

Manda a tradição que a árvore fique montada de 6 de dezembro a 6 de janeiro, Dia de Reis. Aprenda os segredos para enfeitar um pinheiro de três partes (base, centro e ponta)

1. Desenrole delicadamente os cordões de luzinhas e cheque se todas estão funcionando.

2. Espalhe os enfeites no chão agrupando-os em famílias: bolas, bonecos, laços e ramas. Assim, é fácil decidir se vai usar tudo ou separar apenas alguns para criar uma decoração diferente do ano anterior.

3. Abra os galhos da base, de dentro para fora, deixando-os com forma de estrela. Use as ramas e os galhos avulsos para preencher os espaços vazios.

4. Enrole um cordão de luzinhas, como um novelo, cobrindo cada galho de dentro para fora.

5. Pendure a primeira família de enfeites na base: os maiores entram antes, depois os médios, e os miúdos no final. As bolas maiores ficam na base e eqüidistantes para dar equilíbrio.

6. Encaixe a parte central da árvore, enrole um cordão de luzinhas e distribua os enfeites.

7. Abra todos os ramos dos galhos antes de encaixar a ponta.

8. Coloque os cordões de luzinhas e os enfeites restantes.

9. Finalize a ponteira com dois laços, sendo um de cada lado.

10. disponha uma saia ao redor do pé da árvore se os galhos da base não chegarem ao chão.

Prepare sua casa para o Natal:

Receber em casa é sempre um evento importante, ainda mais no Natal. Aproveite a ocasião para checar o que precisa ser trocado, consertado e limpo. Para facilitar sua vida, fizemos uma lista com tudo o que você precisa organizar e mais dicas praticas de decoração para enfeitar sua casa com muito charme e estilo. Confira!

1. Lave as cortinas, tapetes e as capas de sofá.

2. Renove a casa: pinte uma parede com uma cor diferente!

3. Tire todos os objetos de Natal que estiverem guardados nos armários. Verifique se eles estão em ordem, separe as peças que não estão perfeitas e recicle ou doe. Assim, você garante lugar para ornamentos novos. Com certeza isso trará novas energias para sua casa.

4. Cheque se as luzes do pisca-pisca estão funcionando. É uma boa época para renovar o estoque, se precisar.

5. Escolha qual louça você vai usar para servir a ceia de Natal. Verifique se tem o número suficiente de peças, desde pratos de mesa até os pratos de serviço (tigelas e travessas). Uma dica: caso sua louça não seja o suficiente para o número de pessoas que vai receber, misture peças antigas com modernas, louças brancas com florais. Ou até mesmo coloque um prato diferente do outro, a mesa fica graciosa e divertida.

6. Da mesma forma, confira o estado dos copos. Também é interessante misturar jogos de copos de diferentes estilos.

7. Na mesa, guardanapos de pano ficam lindos com anéis de guardanapos de todos os tipos: pedrarias, miçangas, flores e pingentes de pendurar em árvore ficam ótimos. Você também pode usar guardanapos de papel. Eles são mais práticos e algumas estampas são tão lindas que até dá pena de usar.

8. Em um casa onde se comemora o Natal, velas não podem faltar na decoração. Numa bandeja, reúna várias velas de tamanhos e formas de diferentes e faça um centro de mesa deslumbrante. Acenda as velas meia hora antes dos convidados chegarem, é carinhoso o convidado saber que a casa já o espera com um calor aconchegante.

9. Prepare um mimo para surpreender os convidados. Uma boa idéia é reservar um enfeite (uma mini árvore, um papai Noel, um boneco de neve) de Natal, embalado com papel celofane e uma fita fina, para cada um levar para sua casa e colocar em suas árvores. Sua festa será certamente memorável.

Enfeite sua casa em 7 passos


1. Transforme um buquê de eucaliptos em enfeite para porta de entrada. Além de fazer com que seus convidados sintam o clima do Natal logo que cheguem, as plantas perfumam o ambiente.

2. Amarre laços de fita com motivo natalino em cadeiras, na árvore de natal e nos castiçais.

3. Costure miniguirlandas nas toalhas de mesa (nas ponteiras ou em toda barra), assim como laços de fitas.

4. Tire vasos e bowls dos armários e faça arranjos natalinos enchendo-os de bolas de natal.

5. Crie cantos temáticos na casa, eles chamam muita atenção. Por exemplo, um canto só de papais-noéis ou um canto com vários anjos.

6. Aproveite a ocasião e mude alguns móveis de lugar. Além de parecer casa nova, a mudança “movimenta” a energia da casa.

7. Troque algumas peças da sua decoração do dia-a-dia pelos arranjos e enfeites de Natal. Almofadas com estampas natalinas, dispostas sobre o sofá, ajudam a criar o clima, assim como enfeites pendurados nas maçanetas.

fonte: http://claudia.abril.com.br/especiais/natal-2008/monte-sua-arvore/?pagina2
http://casa.abril.com.br/materias/moveis/enfeites-deixar-sua-casa-clima-natal-607534.shtml#16

ENTRE NÓS com Maria Emília


Kazuo Okubo - exposição montada no piso térreo do Brasília Shopping por ocasião do Dia dos Namorados.

AMOR TEM SEXO?
Maria Emília Bottini

Precisamos ampliar nossas visões do amor, dos amores e dos amados. Estive numa exposição de fotografia chamada: Eu Te Amo, fotos de vários corpos em várias posições e situações, todos lindamente nus, em sua forma pura, primitiva. A nudez que nos transforma em primitivos e em apenas corpos sem adornos e enfeites, homem com homem, mulher com mulher e homem com mulher.

Essa exposição de lindas e belas imagens foi em comemoração ao dia dos namorados, penso que não deveríamos ter datas para comemorar sentimentos e, evidentemente com o detalhe de que podemos comemorar datas e sentimentos se consumirmos algum objeto, algum produto, como é incrível o dito capitalismo que a todos seduz ou pelo menos quase a todos que tem grana para gastar no comércio vasto de necessidades compensatórias como refere Gorz.

Corpos bonitos, bem tratados, bem alimentados, sarados estavam em grandes e belas fotos feitas em espaços públicos da capital do Brasil, a tal Brasília, obras do fotógrafo Kazuo Okubo, que demonstra sensibilidade em cores, luzes, sombras e composições.

Qual nossa ideia sobre o amor?

Será que o mundo não esta pedindo para que a gente reveja os nossos conceitos e entendimentos de amor, tão somente pedindo que ampliemos nossas percepções de vida?

Ou tão somente pode ser considerado amor aquele entre homens e mulheres, mesmo que a duras penas e muitas vezes sob efeito de muita dor e lamentação?

Quando vamos ampliar nosso olhar para outras formas de amar que não seja a nossa, a que vivenciamos e sentimos? Talvez, em algum futuro próximo, as coisas mudem de figura e possam pelo menos respeitar mais as diversas formas de amar e ser amado.

Penso que todos deveríamos entender que está posto que existem homossexuais e que eles fazem parte do mundo há muitos mundos. São eles também detentores da capacidade infinita de amar e ser amados e este sentimento se torna um amor bom para o que deles desfrutam.

William Butler Yeats escreveu para seu amor Maud Gonne certa vez, “tivesse eu as roupas bordadas do paraíso tecidas com luz dourada e prateada, o azul e o escuro e os negros panos da noite e a luz e as metades luzes. Eu espalharia essas roupas sob os teus pés: mas, sendo pobre tenho apenas os meus sonhos. Eu tenho espalhado os meus sonhos sob os teus pés por isso, pise suavemente, afinal, você está andando sobre os meus sonhos.”

Muitas pessoas que amamos têm apenas seus sonhos espalhados sobre nossos pés, me parece que isso é da ordem do sagrado, do misterioso, do transcendente, portanto algo especial. Sonhos são coisas divinamente importante.

Yeats estava translucidado de paixão por todo o corpo e poros porque somente apaixonados escrevem palavras-vivas e emocionantes desta maneira.

O amor é feito de tudo que é intenso e também de tudo que é pouco.

Mas quem pode definir tal sentimento?

Nem os poetas, nem os amantes, nem os loucos.

Penso que somente podem defini-lo é quem o vive e desfruta da saborosa delícia de ser amado e idolatrado por outro ser diferente ou igual, isso não importa.

E não importa por quem estejamos apaixonados, o desejável é conseguir ser o melhor humano possível e cuidar de cada amor, cuidando dos sonhos, de cada dor com verdadeiro sentido de humanidade embutidos em cada gesto, em cada ação do existir.
Utópico?
Talvez, mas que todos os que acreditam no amor encontrem-no e espalhem seus sonhos sobre seus pés, seja quem for.

[1] Psicóloga, Terapeuta Comunitária, Professora Universitária e Mestre em Educação pela Universidade de Passo Fundo (UPF).

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Mary Design - coleção Outono Inverno 2012

Mary Design apresentou sua coleção para o Outono Inverno 2012

em desfile na quarta-feira (26.10.11), no Museu de Artes e Ofícios.

Desta vez ela fugiu das passarelas e apresentou suas peças no formato de instalação. Outro detalhe que tornaram as peças mais atraente para um olhar reflexivo do que para sua utilidade como acessório, foi a reutilização de materiais.
Belíssimo!!!
Veja as fotos abaixo.

O evento integra a programação do Minas Trend Preview,

semana de moda que aconteceu de 26 a 29 de outubro de 2011,

no Expominas em Belo Horizonte / MG.






Fotos : Agência FotoSite

fonte: http://sortimentos.com/2010/fotos-desfile-mary-design-minas-trend-preview-moda-outono-inverno-2012/