quinta-feira, 30 de junho de 2011

Acessórios de papel com a artista NEL LINSSEN

Já falei sobre várias ideias incríveis que usam papel como matéria-prima. E agora quero que você veja mais uma: os colares, braceletes da designer holandesa Nel Linssen.

Usando um tipo especial de papelão, a designer Nel Linssen desenvolve colares e pulseiras que chamam a atenção pelos detalhes (cores, corte, dobraduras, texturas, formas). Os acessórios são feitos manualmente e a técnica parece com origami.

gargantilha

bracelhete

pingentes



domingo, 26 de junho de 2011

RADAR: HISTÓRIA DA CABAÇA e a utilização dela como peça decorativa


A Cabaça ou Porongo (Lagenaria vulgaris) é uma planta da família das Cucurbitáceas presente no Brasil. É também chamada em algumas regiões brasileiras de cuité, cabaça-purunga, cabaço-amargoso, cuia e taquera. Podem ser rasteiras ou de árvore. Utiliza-se a palavra cabaça para designar a abóbora.

Os frutos verdes de sabor muito amargo, são utilizados na culinária do interior do Brasil (Minas Gerais). Depois de picada, fica de molho na água por pelo menos 24 horas, com várias trocas (para diminuir o amargor), é consumida depois de cozida. Depóis de seca, o que seria jogado fora ( a cabaça ), tem várias utilidades, dentre elas o artesanato.

A cabaça é usada para as mais variadas finalidades, estava presente na vida cotidiana dos indígenas e seu uso foi assimilado pelos colonizadores portugueses e espanhóis. Era usada como recipiente para água e alimentos, também como vaso, entre outros usos como para fazer berimbau e artesanato.

Origem: Wikipédia e outros.

fonte: http://www.leiaandrade.com.br/?p=1524



A seguir fotos de algumas cabaças bonecas feitas pela artísta plástica Joana Costa de Divinópolis/MG











terça-feira, 21 de junho de 2011

Alexander McQueen

Foi inaugurada em 02 de maio, no Metropolitan Museum of Art, o MET, em NY uma exposição belíssima em homenagem a Alexandre McQueen.
Alexander McQueen (1969-2010), foi um dos designers de moda mais criativos e provocantes dos últimos tempos. Com sua alma de artista, foi além dos limites básico do vestuário trazendo para suas peças uma reflexão sobre temas conceituais relacionadas a religião, sexo, raça e outros.

Gosto também quando ele permite que os bordados e outras técnicas artesanais sejam referencias para expressar sua arte.  

São 170 peças de roupa e acessórios produzidos por ele e divididos em seis salas:
“The Savage Mind”, “Romantic Gothic”, “Romantic Nationalism”, “Romantic Exoticism”, “Romantic Privitivism” e “Cabinet of Curiosities”.


Jaqueta, calça e chapéu de lã cinza e rosa bordados com fios de seda e chapéu ornado com amaranto, da coleção Voss (primavera/verão 2001)
Fotos de Steven Meisel para a Vogue US de maio de 2011

Dezenove anos de carreira genial, dramática e extraordinária.
A exposição foi aberta ao público em 04 de maio e fica por lá até 31 de julho.

Se estiver em NY não deixe de ir. Quem não estiver deixo um pouquinho.....



Corset lilás de seda com aplicações de renda de seda e bordado com pedraria preta, da coleção Dante (outono/inverno 1996/97). 

Vestido de malha sintética nude, com aplicações de formas de crisântemos, bordado com fios de seda em vermelho, dourado e preto e barra feita com penas pretas de avestruz, da coleção Voss (primavera/verão 2001)


Vestido de cima feito com painéis japoneses do século 19, vestido de baixo feito com conchas de ostras e colar feito de prata com pérolas do Tahiti, da coleção Voss (primavera/verão 2001)

Vestido com top bordado com miçangas de vidro amarelas e saia de crina de cavalo marrom, da coleção Eshu (outono/inverno 2000/01)

Vestido de cetim de seda e organza aplicados com renda em degradê e bordado de miçangas transparentes, da coleção Sarabande (primavera/verão 2007)

segunda-feira, 20 de junho de 2011

terça-feira, 14 de junho de 2011

HISTÓRIA SOBRE FESTA JUNINA


A Festa Junina é um evento popular realizado todos os anos durante o mês de junho. Ela sugere muita animação, música caipira e também uma série de pratos típicos que variam entre doces e salgados. Apesar de muito conhecida, a maioria das pessoas desconhece a origem dessa festa tão conceituada no Brasil.

O evento se originou na Europa, tendo como objetivo homenagear São João. Foi no período de colonização que os portugueses trouxeram a festa junina para o Brasil e em nosso território ela assumiu características diferentes, aderindo danças como a quadrilha.

Podemos considerar a Festa Junina como uma miscigenação de culturas, sendo que a festa varia de acordo com a região do país. No Nordeste ela tem um formato bem expressivo, homenageando vários santos e também representando agradecimento ás chuvas, que minimizam os efeitos da seca no sertão.

As festas Juninas exigem uma serie de preparativos para que fiquem realmente com a cara de uma grande festa a moda caipira. A decoração das festas juninas devem ser feitas sempre utilizando muitas cores, pois significam alegria. Várias bandeirinhas, de todas as cores e com vários formatos também devem ser pinduradas no teto. Outra coisa muito comum são os materiais ecologicamente corretos, como bambu e papel reciclado.

Nas festas juninas, tudo que lembre a vida interior deve estar em evidência, como fogão a lenha, chaleiras e panelas de ferro.

fonte: http://www.limacoelho.jor.br/vitrine/ler.php?id=4156

A vestimenta das pessoas, embora não pareça, também faz parte da decoração, é sempre necessário lembrar que para ir numa festa junina, se você estiver vestido a carater, vai ficar tudo mais bonito. Pinturas que lembram a fogueira, violões de arvores pintadas no cenário, também garantem uma festa linda e bem decorada.

Os enfeites são sempre o mesmo o que muda é a criatividade de cada decorador e pode acreditar que se tratando de uma festa como esta vale tudo para soltar a criatividade. São muitos detalhes que envolvem toda a decoração desde as roupas até a mesa onde são servidas as especiarias, mas vamos listar tudo o que deve ser lembrado para decorar sua festa e deixá-la bem tradicional.

• Bandeirinhas coloridas: passe um fio de fora a fora entre os quatro quantos do ambiente para pendurar as bandeirinhas que podem ser compradas já com o fio, só precisa pendurar ou você pode fazer em casa, o que precisará será de um fio barbante bem cumprido e papel de seda colorida, basta recortá-los em forma de bandeirinha e pregá-los ao fio de maneira que fique bem firme para não se soltarem.

• A fogueira é uma parte da decoração que mais gera comentários, muitas festas tradicionais e para muitas pessoas fazem fogueiras enormes e reais, são lindas, porém muito perigosas, se durante a festa alguém resolver “pular fogueira” como manda a tradição, ofereça um artificial e deixe a real somente para enfeite desde que seja feita com muita segurança para que não ocorra acidentes o mais correto para estas festas sejam para muitas pessoas ou não são as fogueiras artificiais, você pode comprar ou fazer uma com papel celofane, faça várias pequenas espalhadas por todo o ambiente, com certeza será muito mais segura e ajudará a compor a decoração deixando a festa muito mais criativa.


• Durante a festa brincadeiras como jogo de argolas, ovo na colher, correio elegante, barraca do beijo, bingo, pescaria e quadrilha são realizadas para animar desde crianças até os mais velhos.

Festa Junina, além de ser sinônimo de religiosidade, é também sinônimo de muita festa, dança e também de aproveitar as delícias da comida caseira, principalmente caipira, a festa que é conhecida e celebrada no Brasil inteiro, todos os anos faz muito sucesso, de acordo com cada região do país ela é celebrada de maneira diferente, as comidas, as músicas, os trajes e muito mais, isso porque em cada lugar do país a festa tem uma historia, a mais popular que todos conhecem é a famosa festa realizada no mês de junho em celebração dos santos Santo Antônio, São João e São Pedro.

O que muitas pessoas não sabem é que a festa junina é também comemorada em outros países como a Finlândia, Portugal, Irlanda, Noruega, França, Austrália, Canadá, Estônia, Espanha entre muitos outros, porém cada um de sua maneira de acordo com suas crenças, cultura e costumes.

As delícias mais comuns nessa festa são: Arroz doce, amendoim, bolo de fubá, bolo de milho, bolo de mandioca, cocada, canjica, cuscuz, doce de leite, pipoca, milho cozido, doce de abóbora, pamonha, curau, paçoca, pé de moleque, pinhão cozido, churrasco, batata na brasa, quentão, vinho quente e muitas outras delicias que você encontra só em uma festa junina brasileira.
Além de todas as comidas típicas todas as festas juninas são regadas de muita animação, músicas que não deixam ninguém parado, pular fogueira, fazer bandeirinhas, usar roupas típicas, mulheres com trancinha e homens usando bigodes e barba, além do casamento de brincadeira que ocorre contando com uma noiva, noivo, convidados, o padre e claro o amante.

Em maior parte do Brasil a festa ocorre em uma época fria, já que a época predominante é o inverno, nos estados do norte e nordeste o clima é sempre mais quente, já no sul e sudeste as temperaturas ficam mínimas, a festa junina é a melhor opção para se esquentar e fugir do frio através da agitação. Se você procura algo para fazer durante o mês de junho certamente alguma festa junina fará parte de sua agenda. Com temperaturas mínimas ou altas vale a pena se divertir com uma das festas mais esperadas do ano.

As brincadeiras como todos sabem que não podem faltar são:

- Pau de sebo: Uma brincadeira bem tradicional, mesmo nas cidades grandes, que é uma das mais divertidas. A brincadeira tem como objetivo um prêmio no topo do pau-de-sebo, onde quem conseguir subir leva o prêmio, que pode ser em dinheiro.

- Correio elegante: essa é uma brincadeira que pode ser vista em outras festas. Ela é uma mensagem escrita em um papelzinho que você pode enviar a qualquer pessoa, principalmente para o parceiro.

Bom, mas também temos as brincadeiras: ovo na colher, toca do coelho, tiro ao alvo, pescaria, jogo das argolas, dança da laranja, maça na tina de água, carrinho de mão, corrida de sapatos, corrida de três pés, corrida de sacos, corrida do Sasi, entre muitas outras. Então o que não vai faltar é diversão.

Sempre que for há uma festa junina não deixe de participar. Procure ir até as barraquinhas e ver qual mais se identifica, e lembre-se você ainda pode sair de lá com um prêmio.


Exposição Santos Juninos – junho de 2009
O Estandarte de São João foi todo bordado com pontos em relevo utilizando de linhas coloridas, pedrarias, pérolas miçangas e lantejoulas.